Porto

O Porto testemunhou um enorme aumento no consumo de drogas injetáveis nos anos 80. As pessoas ficavam chocadas ao ver muitos jovens a injetarem-se nas ruas e pediram às forças policiais para intervirem. No entanto, a criminalização dos utilizadores de drogas não foi eficaz, pois levou ao aumento das infeções por VIH e do número de overdoses, visto que os utilizadores de drogas foram postos à margem da sociedade. O Governo Português descriminalizou o consumo de drogas em 1999 e adotou uma nova estratégia que visava a criação de serviços de prevenção, de tratamento e de redução de riscos. Um número considerável de consumidores de heroína submeteram-se a tratamento e aqueles que não desejaram parar de consumir, tiveram acesso a seringas esterilizadas. Esta abordagem deu frutos e os problemas relacionados com o consumo de drogas injetáveis diminuíram.

Quando a crise económica atingiu o país, os serviços sociais e de saúde foram algumas das vítimas das medidas de austeridade. Os utilizadores de drogas continuam a não ser bem vistos, por isso tornou-se fácil parar de financiar os serviços de apoio. No entanto, será a sociedade em geral a pagar por tudo isso, em termos de mortalidade, doenças e criminalidade. Investir na prevenção, tratamento e redução de riscos é investir no futuro, numa cidade mais segura e saudável. Existem já alguns programas que disponibilizam medicamentos de substituição e material esterilizado. O próximo passo será criar salas de consumo assistido, onde os utilizadores de drogas possam consumir de forma higiénica e segura, em vez de o fazerem nas ruas ou outros locais públicos. Estas instalações serão o ponto de partida para outros serviços - desintoxicação e reabilitação. A lei Portuguesa permite a construção destas salas, mas o primeiro passo ainda não foi dado. Está na altura de os decisores políticos explorarem as vantagens oferecidas por esta legislação. Assine a nossa petição!
O nosso parceiro Português é a APDES. Para mais informação relativamente à situação que se vive em Portugal, por favor assista ao vídeo realizado pelo Drugreporter e a APDES. https://www.youtube.com/watch?v=KtNrsSb3-CM

Petição

Se apoia a nossa campanha para tornar as nossas cidades mais seguras, por favor assine a nossa petição!